Buscar por:  

Assine o RSS Notícias

Voltar 07/12/2017 - A Voz da Indústria

Tornos Automáticos: do Came ao CNC

   Tornos Automáticos: do Came ao CNC

Alfredo Ferrari

“O torno automático é uma máquina-ferramenta que possibilita a fabricação de peças de formas cilíndricas automaticamente, de maneira seriada e contínua, desde a entrada da matéria prima em bruto até a elaboração do produto final, sem interferência humana no processo produtivo”

Os primeiros tornos automáticos foram desenvolvidos no final do século 19, tendo os seus carros porta-ferramenta acionados através de cames, e são utilizados até os dias de hoje, de forma econômica, na produção de peças de geometrias simples e em grandes volumes de produção. Existem tornos automáticos com seus carros porta-ferramenta acionados através de cilindros pneumáticos ou hidráulicos, porém sua construção é cara e, portanto, antieconômicos.

A partir de meados dos anos 60, com a evolução das máquinas digitais, os tornos automáticos passaram a ter os seus carros porta-ferramenta acionados através de servomotores e dotados de Comandos Numéricos (CN) que evoluíram, rapidamente, aos atuais Comandos Numéricos Computadorizados (CNC).Os tornos automáticos CNC têm, como principal vantagem em relação àqueles acionados por cames, a possibilidade de realizar fácil programação e rápida preparação da máquina.

Pelas suas formas construtivas, os tornos automáticos se classificam de diversas maneiras:

·Número de fusos: monofusos, bifusos e multifusos (6 e 8 fusos).

·Construção do cabeçote: fixo e móvel, sendo este aplicado na micro usinagem.

·Posição do fuso principal: horizontal e vertical.

·Tipo de acionamento: cames, pneumáticos,hidráulicos e servomotores/CNC.

·Característica do material bruto: barras, em geral até 3,0 metros de comprimento, e pedaços pré-formados (blanks), como barras pré-cortadas,forjados, fundidos e sinterizados.

·Forma de alimentação do material bruto: alimentadores hidráulicos e magazines automáticos para barras e sistema automatizados e robôs para carga e descarga automática de blanks.

Os modernos tornos automáticos CNC determinaram uma enorme evolução tecnológica em relação aos tornos de construção puramente mecânica, em face do desenvolvimento da eletrônica. O controle de diversos eixos, operando de forma simultânea, possibilita a usinagem completa de peças de geometrias complexas em curtos ciclos de operação. A aplicação de ferramentas de corte giratórias e o controle de posicionamento e avanço do fuso principal permitem operações de furação e rosqueamento, transversal, angular efora de centro, além de fresamentos variados. Estas características operativas configuram novos conceitos construtivos, como os tornos automáticos CNC multicarros e multitarefa.

A programação de avanços e velocidades de corte ideais, sem escalonamento, para os mais diferentes tipos de materiais, somada a aplicação de ferramentas de corte de alto rendimento, resulta-se em elevada eficiência da produção, reduzindo custos e proporcionando maior qualidade do produto usinado. Além do mais, como a programação e a preparação destas máquinas são rápidas, a produção de séries pequenas torna-se extremamente econômica, registrando extrema flexibilidade no trabalho, e contabilizando ótima relação custo x benefício.

 

                                 ____________________________

 

AlfredoFerrari é Engenheiro Mecânico, Vice-Presidente da Câmara Setorial de Máquinas-

Ferramenta e SistemasIntegrados de Manufatura da ABIMAQ. Este artigo foi elaborado para o Canal deConteúdo “A Voz da Indústria”.

18/11/17


 

 

 

 

by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2017 Todos os direitos reservados.

Av. Jabaquara, 2925 - Mirandopolis - CEP: 04045-902 - São Paulo/SP
Tel: (11) 5582-6375 - Fax: (11) 5582-6312
E-mail: csmf@abimaq.org.br