Buscar por:  

Assine o RSS Noticias

Voltar 26/06/2019 - Diário do Comércio

INVESTIMENTOS

MARA BIANCHETTI
 
Os investimentos da MRS Logística, com sede operacional em Juiz de Fora (Zona da Mata), em contrapartida à antecipação da renovação do contrato de concessão da ferrovia que corta os estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, deverão chegar a R$ 22 bilhões nos próximos 30 anos. Desse total, pelo menos R$ 12 bilhões, ou 54,5%, ficarão em território mineiro.

A informação consta do plano derenovação da concessão da ferrovia proposto pela companhia e foi confirmadapelo diretor de Relações Institucionais da empresa, Gustavo Bambini, duranteaudiência pública realizada em Belo Horizonte.

“A divisão e aplicação dosrecursos são feitas de forma técnica e racional para garantir o aumento decapacidade e melhoria da via como um todo. No entanto, considerando o tamanhoda malha e a grande concentração de indústrias ferroviárias do Estado, énatural que a maior parte dos investimentos fique por aqui”, explicou.

Serão consideradas ainda asnecessidades da malha de cada região.

Do total proposto, conformeBambini, os investimentos que serão realizados para aumento de capacidade emelhoria operacional necessários para atender à demanda prevista e aosparâmetros de desempenho da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT),e os aportes em obras de interesse público chegarão a cerca de R$ 7,5 bilhões.

bilhões. “Os investimentos emaumento de capacidade e melhoria de desempenho incluem aportes em ampliações depátios, remodelação da via permanente, ampliação de instalações e aquisição denovos vagões e locomotivas. São da ordem de R$ 3,1 bilhões,”, disse.

Já os projetos de interessepúblico terão investimentos estimados em R$ 4,4 bilhões e incluem obras paraeliminação de conflitos entre a ferrovia e as cidades, aumento deintermodalidade e desafogamento das estradas. Este valor é uma estimativa daMRS, correspondente à outorga prevista no novo contrato.

Por fim, o plano de negóciostambém contempla investimentos que darão sustentabilidade aos ativosferroviários. Esses recursos serão aplicados, por exemplo, numa nova matriz dedormentes, na modernização das locomotivas e vagões e na compra deequipamentos, entre outros. Nessas linhas, serão aplicados outros R$ 14,6 bilhões.

Resultados - Em termos de ganhos,a concessionária estima que os investimentos irão aumentar a eficiêncialogística, gerar empregos e renda nas cidades. Ao todo, são estimados, porexemplo, 75 mil novos empregos diretos e indiretos até 2056.

Espera-se ainda que, no mesmoperíodo, 6 mil caminhões sejam retirados por dia das rodovias que cortam aregião Sudeste e cerca de R$ 70 bilhões em economia estimada na redução defrete para a cadeia logística, na redução do consumo de combustíveis e lubrificantese na redução de acidentes.

De acordo com o diretor, a partirdos ganhos estruturais, o montante global a ser investido até 2056 e que seráaplicado, em grande parte, nos dez primeiros anos também permitirá a companhiadiversificar ainda mais seu portfólio de transporte de cargas.

Atualmente, do total escoado pelaferrovia, 68% é de minério de ferro e o restante (32%) de carga geral, que vaidesde industrializados, produtos siderúrgicos e da agricultura até contêineresdiversos. A meta é dividir as participações igualmente nos próximos 30 anos.

“A MRS é uma empresapredominantemente transportadora de minério e, há alguns anos, trabalhaalavancar sua participação no transporte de outras cargas. Para isso, aampliação do prazo de concessão é fundamental para permitir que osinvestimentos em aumento de capacidade, qualidade e segurança possam continuarsendo realizados”, finalizou.

Além da capital mineira, Rio deJaneiro, São Paulo e Brasília também receberão, nos próximos dias, audiênciaspúblicas da ANTT para colher sugestões e contribuições para os estudos daprorrogação do prazo de vigência contratual da MRS.

Assine o RSS Mais Notícias

Anterior Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo
by vm2

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2019 Todos os direitos reservados.

Av. Getulio Vargas - 446 Sala 701 - CEP: 30112-020 - Belo Horizonte - MG
Tel: (31) 3281-9518 - Fax: (31) 3284-8751
E-mail: srmg@abimaq.org.br