Buscar por:  

Assine o RSS

Voltar 17/09/2018 - Informaq Edição 225 - Setembro/2018

A PALAVRA DO PRESIDENTE

Voto consciente





Poucas são as pessoas que conseguem estabelecer uma relação direta entre a situação social, política e econômica do País com o voto colocado pelos brasileiros nas urnas nas últimas eleições.

Nesse sentido, com a proximidade das eleições, devemos refletir qual o Brasil que queremos para os próximos anos e a partir daí escolher os nossos candidatos. Devemos nos situar em relação à nossa responsabilidade com os desígnios escolhidos para o País, por meio dessa escolha e ter sempre em mente uma análise criteriosa do programa de governo que o candidato e toda a sua equipe apresentam.

O cenário atual do nosso país configura-se com inúmeras e controversas possibilidades, o que permite e amplia a discussão da importância do voto consciente na sociedade, relacionando a necessidade desse mecanismo democrático com os impactos causados no país. Por isso, é necessário que nós da ABIMAQ façamos uma reflexão  sobre o valor do voto, já que tivemos a preocupação de elaborar uma cartilha para todos os presidenciáveis terem documentado qual é o caminho que consideramos adequado para o crescimento.

E ao exercer a nossa cidadania com o voto sejamos rigorosos para verificar se as nossas necessidades enquanto setor representativo na economia brasileira estão expressas na plataforma de governo que escolhemos para nos representar. Por exemplo, o candidato que vamos votar tem  claro em seu programa a importância da indústria como geradora de emprego e fator propulsionador de desenvolvimento de um País? Ele tem organizada a sua agenda macroeconômica para obter e manter um crescimento sustentado?

Precisamos com o nosso voto garantir que o candidato escolhido se empenhe em ter uma indústria de transformação robusta e capaz de se destacar  no cenário internacional, que, assim como ocorreu em muitas nações hoje desenvolvidas, garanta à sociedade desenvolvimento tecnológico, empregos de qualidade e renda digna.

Precisamos direcionar nosso voto para o candidato que souber que historicamente, os países que hoje se destacam como produtores de máquinas e equipamentos mecânicos apoiam-se em políticas industriais como estratégia de fomento. A exemplo, podemos citar o processo de reindustrialização europeu que planeja investir 1,35 trilhão de euros em indústria 4.0 nos próximos 15 anos. Deste montante, só a Alemanha pretende investir 250 bilhões de euros.

O voto consciente, levando todos esses fatores em consideração, deve nortear a nossa ação nas urnas. Como diz a campanha do TSE nas emissoras de televisão:  “A vida é feita de caminhos e escolhas. As eleições também. Eleitores que se informam sobre seus candidatos sabem aonde querem chegar. Faça do seu voto consciente um caminho para um Brasil melhor”.

João Carlos Marchesan - Administrador de empresas, empresário e presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ

ABIMAQ - Associação Brasileira da Indústria de Maquinas e Equipamentos.
2018 Todos os direitos reservados.

Av. Jabaquara, 2925 - Mirandopolis - CEP: 04045-902 - São Paulo/SP
Tel: (11) 5582-6368 - Fax: (11) 5582-6379